Porque algumas pessoas são obesas e outras não?

De um modo bem simplista, entende-se que as pessoas engordam porque comem muito e são sedentárias.

Durante muito tempo, e ainda atualmente por uma grande parte da população, a obesidade foi considerada consequência apenas de fatores comportamentais, relacionados com a falta de força de vontade, por exemplo.

Hoje em dia, sabe-se que a fisiopatologia da obesidade é complexa e que existem, sim, indivíduos altamente suscetíveis ao ganho de peso e outros altamente resistentes. Inúmeros fatores genéticos, ambientais e comportamentais influenciam o balanço energético e o controle do peso.

Tornar-se obeso possibilita um reajuste do balanço energético, porém nivelado em um peso maior.

Desta forma, o principal determinante para o aparecimento da obesidade é o desequilíbrio energético, ou seja, uma ingestão excessiva de calorias em relação ao gasto
energético durante um período de tempo, o que provoca um balanço positivo. Esse  desequilíbrio é resultado da interação de fatores genéticos, ambientais e comportamentais.

A chance de um indivíduo se tornar obeso na vida adulta é influenciada tanto pelo fato de ter sido uma criança obesa quanto pelo fato de ter pelo menos um dos pais obeso. Por exemplo, o risco de ser um adulto obeso dos 21 aos 30 anos varia de 8%, para pessoas que foram obesas entre 1 e 2 anos de idade mas possuem pais magros, a 79%, para aquelas que foram obesas dos 10 aos 14 anos e possuem pelo menos um dos pais obesos. Crianças que se tornam obesas a partir dos 6 anos de idade têm mais de 50% de chance de se tornarem adultos obesos. Nos seres humanos, a carga genética explica de 40 a 70% da diferença de peso corporal entre os indivíduos.

O desequilíbrio energético é determinado por um ou mais dos seguintes fatores, que atuam de forma conjugada ou alternada: aumento da ingestão alimentar, diminuição do gasto energético, aumento da capacidade de estocar gordura, diminuição da capacidade de oxidação das gorduras. Cada um desses fatores, por sua vez, tem múltiplas causas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s